Dobra o número de senadores que querem impeachment de Gilmar Mendes

Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Lasier Martins (PSD-RS) apresentaram, na última terça-feira (12), uma questão de ordem para que Eunício de Oliveira, presidente do Senado, analise aos menos um dos nove pedidos de impeachment (que estão na casa) contra o ministro do STF Gilmar mendes.

O documento (específico) que os senadores se referem foi impetrado no mês de abril pelo jurista Modesto Carvalhosa, onde ele lista nove atos em que o magistrado teria agido de maneira suspeita.

De acordo com Carvalhosa, Gilmar cometeu crime de responsabilidade.

“Todos esses episódios lamentáveis não cuidam de mera intriga. Foram testemunhados embaraçosamente por todos os brasileiros em cadeia nacional nos mais diversos meios de comunicação. O ministro citado, de antes defensor enfático da Lava Jato nos governos petistas, passou a ser seu opositor ferrenho, quando viu as investigações se avizinharem do novo ocupante do Palácio do Planalto , do qual se tornou comensal e habitual frequentador em agendas noturnas”, declarou o senador Randolfe.

Lasier Martins reforçou o pedido que havia feito no último dia 05 e destacou que, somente em 2017, cinco petições de impeachment contra o ministro Gilmar foram protocoladas no Senado.

Nesta quarta-feira (13), mais dois senadores se uniram no pedido de Impeachment de Gilmar: Reguffe (Sem Partido – DF) e João Capiberibe (PSB-AP).



compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade