Dizer que "quilombolas não procriam é crime" ... chamar juiz de "doente mental" é liberdade de expressão! | Diário do Brasil

Dizer que “quilombolas não procriam é crime” … chamar juiz de “doente mental” é liberdade de expressão!

Jair Bolsonaro foi denunciado por Raquel Dodge, Procuradora Geral da República, pelo crime de racismo

(Patrícia Carvalho para o Diário do Brasil)

Assim como a ação de grupos armados contra a ordem constitucional e o Estado Democrático [leia-se MST – comandado por Lula e o PT] , o crime de racismo também é imprescritível e inafiançável […]

Bolsonaro foi infeliz ao fazer uma piada idiota [isso é fato] … mas o que dizer de um grupo que ameaça pegar em armas para instaurar a revolução, criar uma nova constituinte e fechar o Supremo Tribunal Federal?

O que dizer de um presidente da República que teve o assessor flagrado recebendo malas de dinheiro?

O que dizer de um helicóptero de um parlamentar que foi flagrado transportando quase 500 kg de cocaína?

O que dizer do ex-governador de SP (Alckmin) que usou o primo de um senador para conseguir escapar da Lava-Jato?

O que dizer de um ministro do Supremo que (claramente) trabalha a favor da corrupção?

O que dizer de um senador que foi flagrado dizendo: ‘tem que ser um que a gente mate antes de fazer a delação’ ?

A PGR usa 10 pesos e 10 medidas […]

O QUE DIZER DE UM EX-PRESIDENTE QUE CHAMA UM JUIZ DE DOENTE MENTAL?

No dia em que foi preso, o ex-presidente deixou (com seu amigo Frei Beto, o padre comunista) um vídeo gravado fazendo ofensas ao juiz Sérgio Moro.

O ex-presidente xingou o magistrado de “doente mental”:

Tem que acontecer alguma coisa juridicamente pra que essa alucinação, essa doença […] sabe, que é uma mente doentia do Moro […] eu fui prestar depoimento Betto e ele tem uma mente doentia, é uma obsessão em que a mentira não tem limites”



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram