Desembargador pede 12 anos de prisão para Lula

O relator e desembargador da 8ª Turma Criminal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), João Pedro Gebran Neto, um dos responsáveis por julgar Lula, decidiu aumentar a pena do ex-presidente e fixá-la em 12 anos e 1 mês de prisão.

Na primeira instância, Sérgio Moro havia condenado Lula a 9 anos e 6 meses de prisão.

João Pedro Gebran Neto considerou a culpa de Lula “extremamente relevante” na qualidade de ex-presidente.

“A prática criminosa de Lula atingiu a estabilidade democrática em razão do sistema eleitoral severamente comprometido. Houve uma deturpação do processo político.” disse o relator.

A pena foi estabelecida em 8 anos e 4 meses de reclusão (crime de corrupção) e 3 anos e 9 meses (pelo crime de lavagem de dinheiro).

Faltam ainda os votos dos desembargadores Leandro Paulsen e Victor dos Santos Laus.


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!