Delações de João Santana, Marcelo Odebrecht e Palocci poderão mandar Dilma para a cadeia

A presidente afastada Dilma Rousseff afirmou que não autorizou pagamento de caixa dois durante sua campanha

A declaração foi dada em entrevista à Rádio Jornal de Pernambuco:

“Na minha campanha eu procurei sempre pagar aquilo que eu achava que devia. Se houve pagamento (de caixa 2), não foi com meu conhecimento”, declarou.

A revelação do casal João Santana e Mônica Moura mudam o cenário para a presidente impeachmada, que a partir de agora terá que arrumar uma trupe de advogados para defendê-la.

Santana e a esposa disseram ao juiz federal Sérgio Moro que o pagamento de US$ 4,5 milhões feito pelo engenheiro Zwi Skornick teve origem no caixa dois da campanha presidencial de Dilma Rousseff, em 2010: “Foi caixa dois mesmo”, disse Mônica Moura.

Para complicar, Dilma ainda terá que lidar com a delação de Marcelo Odebrecht, cujas informações já apontam participação ativa da petista dentro da organização criminosa.

A Veja informou que Odebrecht está disposto a entregar não só a campanha eleitoral, como também a própria presidente.

Ele promete revelar que que os repasses foram negociados diretamente com ela.

Para acabar de afundar Dilma de vez, Antônio Palocci vem aí com sua delação bomba!

Caso isso se confirme, a ex-guerrilheira PODERÁ ver o sol nascer quadrado!


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade