Decreto de Bolsonaro dispensa uso de “excelentíssimo” e “sua excelência” no Executivo

Guilherme Santiago | 09/04/2019 | 11:42 PM | GOVERNO
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Os termos ‘empolados’ usados para se referir às autoridades não irão mais fazer parte de documentos e eventos do governo federal.

Jair Bolsonaro determinou que a partir do próximo mês, tratamentos como “excelentíssimo” e “a sua excelência” serão banidos da Esplanada.

A ideia veio do ministro da Economia Paulo Guedes, que assumiu a pasta e imediatamente aboliu os termos em todas as reuniões e eventos dos quais participa.

O documento dispensará o uso de “vossa excelência”, “doutor”, “ilustríssimo”, “digníssimo” e “respeitável” e serão substituídos por “senhor” ou “senhora” e nada mais.

Envolvidos na mudança explicam que o objetivo do decreto é aproximar o poder público e a população e demonstrar que todos têm que ser tratados da mesma forma.

Comunicações com autoridades estrangeiras, órgãos internacionais e outros poderes da União não sofrerão alterações.


 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.