Cortella analisa algumas personalidades: “Michel Temer deveria ter renunciado”


Simples e objetivo!

O filósofo e escritor Mario Sérgio Cortella fez um breve resumo sobre as principais figuras que estão em evidência na mídia nesses últimos meses.

A entrevista foi concedida para a jornalista Amanda Klein (no último dia 13), no programa É Notícia, da Rede TV.

RODRIGO JANOT

“Não é imune, não está acima de qualquer coisa, mas é alguém que está numa rota que nos ajuda a desvendar parte das farsas”

SÉRGIO MORO

“Tem capacidade de entrar para nossa trajetória histórica desde que agregue menos ‘salvação’ e mais magistratura”

GILMAR MENDES

“Uma parcela daquilo que ele faz pode até soar estranho para quem entende de justiça …”

SUPREMO TRIBUNAL

“É fundamental para construirmos uma democracia madura e longeva […] precisa ser mais superior e menos tribunal

LAVA-JATO

“Vem sendo cada vez mais jato […] espero que ela seja mais lava

LULA

“Um homem que cumpriu uma tarefa histórica fortíssima, porém necessita esclarecer-se sobre os caminhos que supostamente ele tomou”

DÓRIA

“Teve uma eleição histórica, porém precisa (no meu entender) captar o que é política pública. Ele tem que saber diferenciar setor público de setor privado. A atitude dele vale numa empresa […] numa prefeitura não”

BOLSONARO

“É uma das possibilidades da nossa democracia. Ela (a democracia) pode acolhê-lo e deve acolhê-lo.”

MARINA SILVA

“Pessoa absolutamente inteligente […] tem uma sinceridade brutal . É alguém que pode servir de referência independentemente de partido”

DILMA ROUSSEFF

“Entrou num circuito com uma convicção ideológica […] em seu primeiro mandato fez coisas boas. Foi vítima de algo que não dependia dela […] entrou em uma disputa para que não viesse à tona aquilo que veio (se referindo à sujeira o meio político)”

MICHEL TEMER

” É uma pessoa que, se agisse como um professor de direito constitucional, teria renunciado”



 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!