Comunismo 3.0 : “Tratar o cidadão como retardado enquanto seu couro é arrancado e a civilização destruída”

Amanda Nunes Brückner | 24/06/2020 | 9:40 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A era dos pretextos esfarrapados …

Embora mais antiga, a criminalidade esquerdista nasce oficialmente em 21 de fevereiro de 1848, com a publicação do “Manifesto do Partido Comunista”, escrito por Marx e Engels.

A finalidade do “Manifesto” era justificar o roubo, a violência, o assassinato e o domínio estatal por meio de uma mescla de prosa elegante com uma visão intencionalmente distorcida da economia e da história.

Marx e Engels foram dois sociopatas intelectualmente sofisticados, e construíram pretextos brilhantes para praticarem todo tipo de crime sem serem tachados de criminosos.

Com o passar do tempo, os comunistas foram percebendo que não era mais preciso argumentos muito sofisticados e complexos para justificar seus crimes.

Por exemplo, em 1961, Erich Honecker argumentou que a construção do Muro de Berlim, separando famílias e instaurando um estado policial, era para o “bem dos alemães”.

As desculpas dos criminosos vieram se esfarrapando por dois motivos.

Primeiro, por crerem, acertadamente, que o trabalho mais sofisticado de convencimento já havia sido feito por Marx e Engels, sendo depois solidificado por outros sociopatas como Gramsci, Lukács, Sartre, Foucault e os integrantes da Escola de Frankfurt.

E segundo porque perceberam que parte da população humana é simplesmente suscetível ao que não presta, tendendo ao crime e à histeria coletiva em vez de tender à vida honesta e ponderada.

São os solos férteis para as sementes da sociopatia.

De queda em queda, chegamos ao século 21, no qual os integrantes da criminalidade esquerdista dizem, literalmente, qualquer estupidez, e a partir dela destroem pessoas, governos e países inteiros com uma facilidade assustadora.

A histeria em torno de um vírus de baixa letalidade e o empenho do STF em torno da farsa do inquérito das fake News são apenas dois exemplos de uma prática mundialmente disseminada pelos comunistas: tratar o cidadão como retardado enquanto seu couro é arrancado e a civilização a qual pertence é destruída.


(por Marco Frenette – jornalista, escritor, editor e diretor de comunicação | via rede social)

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.