• busca por palavra (s)
  • Com medo de ser deposto do poder, Temer exonera general do Exército


    Raul Jungmann, ministro da Defesa (e pau mandado de Michel Temer), confirmou hoje que o presidente assinará na próxima segunda-feira (11) o decreto de exoneração do general Antonio Hamilton Martins Mourão do cargo de Secretário de Finanças do Comando do Exército, em Brasília.

    Disse Jungmann:

    “O alto do Exército me informou que pedirá a exoneração […] o ato será feito via decreto presidencial na segunda-feira”, declarou o ministro.

    Antonio Hamilton Mourão disse que o presidente Temer transformou o governo num ‘balcão de negócios’ e defendeu a candidatura de Jair Bolsonaro.

    “Bolsonaro é um político com 30 anos de estrada [,..] não tem telhado de vidro, não esteve metido em falcatruas e confusões […] ele terá que se cercar de uma equipe competente […] e nós (seus companheiros dentro das Forças) olharmos com muito bons olhos sua candidatura”, declarou.


    Há cerca de 1 ano, o general falou sobre uma possível intervenção militar no Brasil

    “Ou as instituições resolvem o problema e retiram da vida pública todos os ilícitos ou então teremos que impor isso” disse Mourão em setembro de 2016.

    Perguntado se haveria intervenção militar no Brasil, ele respondeu:️

    “Estamos em aproximações sucessivas […] ou eles (os 3 poderes) resolvem isso ou nós teremos que impor solução”

    O nosso compromisso é com a nação, com a pátria, independente de sermos aplaudidos ou não, o que interessa é termos a consciência tranquila de que fizemos o melhor […]

    “Se tiver que haver intervenção, haverá !!” declarou o general.



     

    publicidade



    error: Conteúdo protegido !!