Celular de Cunha cai nas mãos da PF e Brasília entra em pânico

O aparelho celular do ex-presidente da Câmara dos Deputados (preso em Curitiba por crime de corrupção) poderá causar um novo terremoto político na capital do país.

Eduardo Cunha responde a crimes de “colarinho branco” e está detido no Complexo-Médico Penal em Pinhais.

Um novo relatório da PF apontou que o político trocou mensagens (em 2012) com o então deputado Henrique Eduardo Alves.

De acordo com os investigadores, o nome do presidente Michel Temer (na época vice-presidente de Dilma) aparece em uma das conversas que tratariam de propinas pagas pela JBS.

Aparelho Celular Nas Mãos Da PF

Um simples smartphone da marca Blackberry está causando calafrios nos corredores do Congresso, segundo a revista Isto É.

Trata-se do aparelho celular de Eduardo Cunha, o ex-todo poderoso do PMDB.

Por decisão do ministro Luiz Edson Fachin, do STF, o celular passará por uma perícia minuciosa.

A “tensão” em Brasília aumentou de modo exponencial, diz a revista.

Antigos amigos e aliados colegas do ex-presidente da Câmara estão extremamente preocupados com a perícia no celular.

O objetivo da PF é apurar ligações feitas por Cunha juntamente a seus interlocutores no Legislativo e no Executivo.

Períodos de movimentações financeiras ilícitas e “falcatruas” realizadas com dinheiro público também poderão resultar em novos desdobramentos para a Operação Lava Jato.


compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!