Caminhoneiros prometem nova paralisação em janeiro de 2019 | Diário do Brasil

Caminhoneiros prometem nova paralisação em janeiro de 2019

Paralisação está prevista para 22 de janeiro e exigirá o cumprimento da tabela de frete

Ivar Luiz Schmidt, representante do Comando Nacional do Transporte, disse que o governo federal não está cumprindo o acordo fechado (em maio deste ano) com a categoria.

De acordo com Schmith, o assunto vem sendo discutido por líderes da categoria há alguns meses.

O principal motivo para a provável paralisação seria a insatisfação com o valor do frete mínimo.

“Eles (os caminhoneiros) estão todos revoltados. A questão do piso mínimo foi só uma jogada para parar a greve. Ninguém está cumprindo, e o governo não fiscaliza e tampouco multa”, afirma ele.

Schmith também destaca que o governo possui meios que possibilitariam uma negociação, evitando assim uma paralisação de proporções nacionais.

“ … o governo tem opções que podem ser utilizadas … não existe data, a paralisação pode acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar.”

Além do valor e da fiscalização do frete mínimo, há também outras leis que já foram aprovadas (a favor dos caminhoneiros), que não estão sendo fiscalizadas pelo estado.

Scmith cita a questão da carga horária (jornada máxima) de trabalho:

“Nenhuma outra solução será tão eficaz e definitiva quanto essa. A lei já existe (8 horas diárias de trabalho), já está sancionada e publicada. Basta o governo fazer cumprir.”

“Hoje, os caminhoneiros trabalham em média dezesseis por dia […] alguns chegam a rodar 3 ou 4 dias seguidos sem dormir, pois acham que ganham pouco porque trabalham pouco […] é aí que ocorrem os acidentes. Imagina como um profissional que trabalhou dezesseis horas?”, explicou o representante.


(fonte: Veja)

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram