Câmara salva Temer. Deputados comprados venderam o Brasil!

Michel Temer conseguiu os 172 votos de que precisava para se livrar dos crimes que cometeu.

A partir de agora, o presidente só poderá ser processado quando terminar seu mandato.

O voto de número 172 foi do deputado Lelo Coimbra, do PMDB/ES.

Com essa palhaçada, o plenário da Câmara rejeitou oficialmente a segunda denúncia da PGR contra o presidente.

Os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha também ficam livres de qualquer punição (até dezembro de 2018).

Em breve, a lista dos ‘cúmplices’ de Temer.


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade