Globo tenta ‘vincular’ Gusttavo Lima ao tiroteio da Flórida


O programa Global “Fantástico – O Show da Vida” deu um tiro no próprio pé na edição do último domingo (25)

A Globo havia gravado um especial com o cantor Gusttavo Lima para exibir na noite de domingo – normalmente esses especiais ocupam de 10 a 15 minutos no “jornalístico global”.

Pois bem […] – o que a Globo fez? Cortou 70% do especial (que passou a ter 4 minutos) e gastou o final da matéria para MASSACRAR o cantor por ter emitido uma opinião diferente da emissora.

Na sexta-feira (23), Gusttavo postou um vídeo nas redes sociais atirando com um fuzil (na Flórida – EUA) e declarando apoio à revogação do Estatuto do Desarmamento e também ao deputado Jair Messias Bolsonaro.

Antes mesmo de começar a exibir o especial de 4 minutos, a apresentadora alertou:

“Esta matéria foi feita antes do cantor publicar uma opinião controversa nas redes sociais”.

Trocando em miúdos: “Se nós (da Globo) soubéssemos que ele é apoiador do Bolsonaro, ele jamais teria entrado nos estúdios do Projac.”

E a matéria continuou:

Poliana Abritta (a apresentadora) disse que o vídeo do cantor era “polêmico” e “dividiu opiniões na internet” e fez questão de destacar que o “vídeo foi gravado no estado da Flórida, o mesmo estado onde há 11 dias um aluno entrou em uma escola armado com um fuzil AR-15 e matou 17 pessoas”

Qual a intenção da Globo com essa comparação idiota?

Simples, conectar o cantor Gusttavo Lima ao massacre da Flórida. É muita sujeira para um canal de televisão.

Para fechar a lambança com chave de ouro, a Globo ainda exibiu um segundo vídeo com a resposta do cantor às críticas da emissora.

A Globo ainda teve a cara de pau de ‘cortar’ o vídeo-resposta do cantor (abaixo):



 

Abaixo o vídeo de Gusttavo Lima sem cortes:


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!