“Apontaram pistolas para minha esposa grávida de nove meses” relata jornalista

Amanda Nunes Brückner | 27/05/2020 | 3:01 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Allan dos Santos, jornalista do portal Terça Livre, foi um dos alvos dos mandados de busca e apreensão emitido pelo ministro Alexandre de Moraes.

O ministro ordenou que Polícia Federal (PF) efetuasse o mandado para apuração de supostas ‘fake news’.

Um ato imoral e covarde!

“Eu ouvi e falei para a Carol (esposa) – ‘tem alguém chamando no portão’, aí teve queda de luz. De repente, quando eu chego na cozinha, dois policiais com pistolas na minha cara e na minha esposa grávida de nove meses”, explicou Allan.

O jornalista detalhou que os agentes da PF invadiram sua casa e posteriormente “reviraram tudo de cabeça pra baixo”.

No cumprimento da ordem judicial, Allan e sua família receberam um tratamento não condizente com a normalidade democrática.

Uma segunda vítima, o também jornalista Bernardo Küster, outro alvo do STF, disse que os agentes sequer sabiam do que se tratava o mandado e que cumpriram a ordem constrangidos.

Assista a explicação de Allan dos Santos:


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.