Antagonista pega Lula de calças curtas e mostra erro ‘grotesco’ em provas enviadas ao juiz Sérgio Moro

27/09/2017


Um apartamento em São Bernardo do Campo, no mesmo prédio em Lula mora, seria um suposto pagamento de propina da Odebrecht ao petista.

A denúncia apresentada pelo MPF afirma que Glauco da Costa Marques, primo de Bumlai (amigão do ex-presidente), teria comprado o imóvel com dinheiro da Odebrecht.

Segundo o MPF, o objetivo era entregar o apartamento para Lula …

Resumo da ópera:

Glauco da Costa Marques seria um laranja das tramas entre o ex-presidente e a Odebrecht, de acordo com a denúncia.

Pois bem, a defesa do petista jura de pés juntos que o tal imóvel nunca foi dele […] e alega que “Lula apenas alugava o imóvel para fazer reuniões políticas”


AS PROVAS APRESENTADAS À JUSTIÇA

Os advogados do nobre ex-presidente apresentaram (ao juiz Sérgio Moro) provas (recibos de aluguéis dos anos de 2013 e 2014) de que Lula estaria pagando aluguel ao proprietário do apartamento … o sr. Glauco da Costa Marques.

Durante depoimento ao juiz Moro, o sr. Glauco gaguejou muito e afirmou não ter recebido nenhum aluguel por parte de Lula durante o biênio 2013/2014.


INCONSISTÊNCIAS NOS RECIBOS

O site Antagonista mostrou hoje (27) um desses recibos que supostamente foi assinado pelo suposto dono do imóvel.

Acontece que no dia 6 de Janeiro de 2014, o sr. Glauco não poderia ter assinado o tal recibo, pois estava em viagem pelos EUA.

O Antagonista também apurou outras inconsistências nos outros recibos entregues pelo ex-presidente ao juiz Sérgio Moro.

Erros de digitação, ausência de autenticação, erros grotescos em datas (em dois casos, os recibos apresentam datas inexistentes – 31 de junho e 31 de novembro,  sendo que ambos os meses só têm 30 dias), além dos papéis serem ‘novos’, ou seja, não apresentam marcas do tempo.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram