Caminhoneiro desmente mais uma farsa de Gleisi e Manoela

Essa senadora não se cansa de passar vergonha!

No último dia 9, a comunista Manoela D’Ávila, pré-candidata à presidência, declarou (através das redes sociais) que teria sido agredida em Curitiba.

Paulo Pimenta (deputado do PT), Lindbergh Farias (senador) e Gleisi Hoffmann (senadora) distorceram os fatos e acusaram a Polícia Federal de ‘proteger’ um suposto policial civil que ‘supostamente’  teria agredido Manuela.

Inconformados, os petistas chegaram a clamar pela prisão dessa pessoa.

Em uma entrevista coletiva, Gleisi Hoffmann declarou o seguinte:

“Já descobrimos que é uma pessoa da Polícia Civil”, declarou a petista.

Ela ainda ressaltou que não tinha certeza se o ‘tal agressor’ era ‘agente’ ou ‘delegado’.

Um vídeo divulgado nas redes sociais desmascarou toda a farsa comunista e mostrou que o ‘tal agressor’ apenas fez uma brincadeira com a deputada Manoela D’Ávila […] não houve a tal agressão e mais ainda: ele não é um policial civil e tão pouco ‘um protegido’ da PF.

Valdemar Ignackzuk (apelido Rabujo) apareceu e gravou um vídeo explicando a farsa de Gleisi […] ele é um simples caminhoneiro que luta para levar esse país adiante.




 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!