Wikileaks vaza documentos e diz que Temer era informante dos EUA

O perfil oficial do Wikileaks afirmou que o presidente do Brasil, Michel Temer (PMDB), foi informante da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil

O Wikileaks, portal especializado no vazamentos de informações e documentos secretos, publicou em sua conta no Twitter que Michel Temer atuou como uma espécie de espião do governo dos EUA durante seu mandato de deputado federal em 2006.

Alguns telegramas (abaixo) relatam conversas entre o cônsul-geral dos Estados Unidos, Christopher J. McMullen e o então deputado Temer – tudo que acontecia no cenário político do Brasil era relatado aos EUA.

O Wikileaks afirma que, segundo as conversas obtidas nos tais telegramas, Temer teria informado ao governo norte-americano que o então presidente Lula estaria desempenhando um papel ‘decepcionante’ e havia uma brecha para que o PMDB lançasse seu próprio candidato à presidência.

Na época, Michel Temer teria negou as conversas e alegou que os diálogos faziam parte de entrevistas concedidas à imprensa.

Ainda de acordo com o site, o atual presidente do Brasil conseguiu o cargo maior da nação através de um “golpe parlamentar“.


wikileaks

1

UNCLAS SECTION 01 OF 03 SAO PAULO 000030 SIPDIS SENSITIVE SIPDIS NSC FOR CRONIN STATE PASS USTR FOR SULLIVAN/LEZNY E.O. 12958: N/A TAGS: PINR, PGOV, ETRD, BR SUBJECT: PMDB Leader Ponders Party’s Electoral Options REF: (A) 05 Sao Paulo 1402; (B) Sao Paulo 1372

(U) Sensitive but Unclassified – protect accordingly. 2. (SBU) Summary: Federal Deputy Michel Temer, national president of the Brazilian Democratic Movement Party (PMDB), believes that public disillusion with President Lula and the Workers’ Party (PT) provides an opportunity for the PMDB to field its own candidate in the 2006 presidential election. However, party divisions and the lack of a compelling choice as a candidate could force the PMDB into an alliance with Lula’s PT or the opposition PSDB. If Lula’s polling numbers do not improve before the PMDB primaries in March, Temer said his party might nominate its own candidate. This would still allow the party to forge an alliance with the PT or PSDB in a runoff, assuming that the PMDB candidate fails to make the second round. Given its centrist orientation, the PMDB may hold the balance of votes between the two opposing forces. It is also likely to remain a force at the local and state level. Temer believes it has a chance to win as many as 14 gubernatorial races.

End Summary.

1

UNCLAS SECÇÃO 01 DE 03 SAO PAULO 000030 SIPDIS SENSIBLE SIPDIS NSC PARA CRONÍNIO ESTADO PASS USTR PARA SULLIVAN / LEZNY E.O. 12958: N / A TAGS: PINR, PGOV, ETRD, BR ASSUNTO: PMDB Leader Ponders Party’s Electoral Options REF: (A) 05 São Paulo 1402; (B) São Paulo 1372

(U) Sensível, mas não classificado – proteja de acordo. 2. (SBU) Resumo: O deputado federal Michel Temer, presidente nacional do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), acredita que a desilusão pública com o presidente Lula e o Partido dos Trabalhadores (PT) oferece uma oportunidade para o PMDB enquadrar seu próprio candidato na eleição presidencial de 2006. No entanto, as divisões do partido e a falta de uma escolha convincente como candidato podem forçar o PMDB a aliar-se ao PT de Lula ou ao PSDB da oposição. Se os números de votação de Lula não melhorarem antes das primárias do PMDB em março, Temer disse que seu partido pode nomear seu próprio candidato. Isso ainda permitiria que fosse forjada uma aliança com o PT ou o PSDB em um segundo turno, assumindo que o candidato do PMDB não chegaria na disputa final. Dada a orientação centrista, o PMDB pode manter o equilíbrio de votos entre as duas forças opostas. Também é provável que continue a ser uma força a nível local e estadual. Temer acredita que tem a chance de ganhar até 14 corridas governamentais.

Resumo final.

2

(SBU) Michel Temer, a Federal deputy from Sao Paulo who served as president of the Chamber of Deputies from 1997 through 2000, met January 9 with CG and poloffs to discuss the current political situation. Lula’s election, he said, had raised great hope among the Brazilian people, but his performance in office has been disappointing. Temer criticized Lula’s narrow vision and his excessive focus on social safety net programs that don’t promote growth or economic development. The PT had campaigned on one program and, once in office, had done the opposite of what it promised, which Temer characterized as electoral fraud. Worse, some PT leaders had stolen state money, not for personal gain, but to expand the party’s power, and had thus fomented a great deal of popular disillusion.

PMDB Perceives an Opening

2

(SBU) Michel Temer, deputado federal de São Paulo que atuou como presidente da Câmara dos Deputados de 1997 a 2000, reuniu-se em 9 de janeiro com CG (Cônsul Geral) para discutir a situação política atual. A eleição de Lula, segundo ele disse, suscitou grande esperança entre os brasileiros, mas sua atuação no cargo foi decepcionante. Temer criticou a visão estreita de Lula e seu foco excessivo em programas sociais que não promovem o crescimento ou o desenvolvimento econômico. O PT havia feito campanha em um programa e, uma vez no cargo, fez o oposto do que prometeu. Temer caracterizou como fraude eleitoral. Pior ainda, alguns líderes do PT roubaram o dinheiro do Estado, não para ganhar pessoal, mas para expandir o poder do partido, e assim fomentaram uma grande desilusão popular.

PMDB Percebe uma Abertura

3

(SBU) This reality, Temer continued, opens an opportunity for the PMDB. The party currently holds nine statehouses and has the second-highest number of federal deputies (after the PT), along with a great many mayoralties and city council and state legislative seats. Polls show that voters are tired of both the PT and the main opposition party, the Brazilian Social Democratic Party (PSDB). For example, a recent poll showed former governor (and PMDB state chairman) Orestes Quercia leading in the race for Sao Paulo state governor.

Divisions Dog the Party

3

Essa realidade, explicou Temer, abre uma oportunidade para o PMDB. O partido atualmente detém nove casas de estado (governos estaduais) e tem o segundo maior número de deputados federais (após o PT), juntamente com muitos municípios (prefeituras),  conselhos municipais e assentos legislativos estaduais. Pesquisas mostram que os eleitores estão cansados ​​do PT e do principal partido da oposição, o Partido Social Democrata Brasileiro (PSDB). Por exemplo, uma pesquisa recente mostrou o ex-governador (e o presidente do estado do PMDB), Orestes Quercia, líder na disputa pelo governador do estado de São Paulo.

Divisions Dog the Party

4

(SBU) Asked why the PMDB remains so divided, Temer said the reasons were both historical and related to the nature of Brazilian political parties. The PMDB grew out of the Brazilian Democratic Movement (MDB) under the military dictatorship, which operated as an umbrella group for legitimate opposition to the military dictatorship. After the restoration of democracy, some members left the PMDB to form new parties (such as the PT and PSDB), but many of those who remained now act as power brokers at the local and regional level. Thus the PMDB has no real unifying national identity but rather an umbrella organization for regional “caciques” or bosses. Temer noted that the PMDB is not the only divided party. Although there are 28 political parties in Brazil, most of them do not represent an ideology or a particular line of political thinking that would support a national vision.

SAO PAULO 00000030 002 OF 003 PMDB Primaries Set for March

4

Perguntado por que o PMDB permanece tão dividido, Temer disse que os motivos eram históricos e relacionados à natureza dos partidos políticos brasileiros. O PMDB surgiu do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) sob a ditadura militar, que operava como um grupo de guarda-chuva para legítima oposição à ditadura militar. Após a restauração da democracia, alguns membros deixaram o PMDB para formar novos partidos (como o PT e o PSDB), mas muitos dos que permaneceram agora atuam como corretores de poder a nível local e regional. Assim, o PMDB não tem uma verdadeira identidade nacional unificadora, mas sim uma organização para “caciques” ou chefes regionais. Temer observou que o PMDB não é a único partido dividido. Embora haja 28 partidos políticos no Brasil, a maioria deles não representa uma ideologia ou uma linha particular de pensamento político que apoie uma visão nacional.

5

(SBU) Temer confirmed press reports that he is seeking to move the March 5 primary date to a date later in the month. (Note: March 31 is the deadline for executives and Ministers to resign their offices if they plan to run for public office. End Note.) There will be some 20,000 electors, he said, including all PMDB members who hold electoral office (federal and state deputies, governors, mayors, vice-governors and -mayors, and other elected municipal officials) as well as delegates chosen at state conventions.

Lula’s Numbers Will Drive PMDB Strategy

5

(SBU) Temer confirmou relatórios de imprensa que ele está tentando mover a data principal de 5 de março para uma data posterior no mês. (Nota: 31 de março é o prazo para que os executivos e os ministros renunciem aos seus cargos se planejam concorrer ao cargo público. Nota final.) Haverá cerca de 20 mil eleitores, disse ele, incluindo todos os membros do PMDB que ocupam o escritório eleitoral (federal e Deputados estaduais, governadores, prefeitos, vice-governadores e deputados e outros funcionários municipais eleitos), bem como delegados escolhidos nas convenções estaduais.

Os números de Lula direcionarão a estratégia PMDB

6

(SBU) If, between now and the primary, the Lula government’s standing in the polls improves, it is still possible the PMDB will seek an electoral alliance with Lula and the PT, Temer said. If not, the PMDB will run its own candidate. So far, Rio de Janeiro ex-governor Anthony Garotinho has been working the hardest, reaching out to the whole country in search of support. But there is resistance to him from within the PMDB, in part due to his populist image, in part because there appears to be a ceiling to his support. Germano Rigotto, governor of Rio Grande do Sul (reftels) is a possible candidate, though he is still not well known outside the south. Nelson Jobim, a judge on the Supreme Federal Tribunal (STF) who has announced his intention to step down, is another possibility; however, he can’t campaign until he leaves the Tribunal, and he may not have time to attract the support necessary to win the primary.

PMDB’s Fallback – PT or PSDB in Second Round

6

(SBU) Se, entre agora e as primárias, o governo do Lula estiver melhor nas pesquisas, ainda é possível que o PMDB procure uma aliança eleitoral com Lula e o PT, disse Temer. Caso contrário, o PMDB terá seu próprio candidato. Até agora, o ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, trabalhouarduamente alcançando todo o país em busca de apoio. Mas há resistência a ele dentro do PMDB, em parte devido à sua imagem populista, em parte porque parece haver um teto para o seu apoio. Germano Rigotto, governador do Rio Grande do Sul  é um possível candidato, embora ainda não seja conhecido fora do sul. Nelson Jobim, um juiz do Supremo Tribunal Federal (STF), que anunciou sua intenção de demitir-se, é outra possibilidade; no entanto, ele não pode fazer campanha até sair do Tribunal, e ele pode não ter tempo para atrair o apoio necessário para vencer as primárias.

PMDB falhou – PT ou PSDB na segunda rodada

7

(SBU) Temer was confident that despite its current division, the PMDB will unite for the election, whether in support of its own candidate or in alliance with another party. If it runs a candidate who fails to make it to the second round, the party will seek to negotiate an alliance with one of the two finalists. He noted that the PMDB had supported the government of PSDB former president Fernando Henrique Cardoso, and said there should be a “re-fusion” of the two parties into a permanent grand alliance. The PMDB would have no problem with either Sao Paulo Mayor Jose Serra or Sao Paulo state governor Geraldo Alckmin, who are competing for the PSDB nomination. In 2002, the PMDB supported Serra against Lula.

7

(SBU) Temer estava confiante de que, apesar da sua atual divisão, o PMDB se unirá para a eleição, seja em apoio de seu próprio candidato ou em aliança com outra pessoa. Se o candidato do partido não conseguir chegar ao segundo turno, o partido procurará negociar uma aliança com um dos dois finalistas. Ele observou que o PMDB havia apoiado o governo do ex-presidente do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, e disse que deveria haver uma “re-fusão” das duas partes em uma grande aliança permanente. O PMDB não teria nenhum problema com o prefeito de São Paulo, José Serra, ou com o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, que estão concorrendo para a indicação do PSDB. Em 2002, o PMDB apoiou Serra contra Lula.

8

(SBU) Asked about the party’s program, Temer indicated that the PMDB favors policies to support economic growth. It has no objection to the Free Trade Area of the Americas (FTAA). It would prefer to see Mercosul strengthened so as to negotiate FTAA as a bloc, but the trend appears to be moving the other way.

8

(SBU) Perguntado sobre o programa do partido, Temer indicou que o PMDB favorece políticas para apoiar o crescimento econômico. Não tem objeção à Área de Livre Comércio das Américas (ALCA). Preferiria fortalecer o Mercosul para negociar a ALCA como um bloco, mas a tendência parece estar se movendo para o outro lado.

9

(SBU) For now, the PMDB is keeping its options open. Though Temer didn’t mention it, the party’s leadership is waiting to see whether the “verticalizacao” rule will remain in force for the 2006 elections. This rule, decreed by a 2002 decision of the Supreme Electoral Tribunal (TSE), dictates that electoral alliances at the national level must be replicated in races for governors and federal deputies. The Senate passed a measure repealing the rule, and the lower chamber is expected to vote on it shortly, with prospects uncertain. There is also a legal challenge to the rule pending which the TSE will likely take up in February. The PMDB wants to know the rules of the game before deciding on possible alliances, since most observers believe that a SAO PAULO 00000030 003 OF 003 PMDB presidential candidate would not fare well under the current system of “verticalizacao.” Temer appeared open to the possibility of an alliance with either the PT or the PSDB, or to a stand-alone PMDB candidate. Given its centrist orientation, the PMDB may hold the balance of votes between Lula’s PT and the opposition PSDB, and thus bears watching closely in the months ahead. End Comment.

9

(SBU) Por enquanto, o PMDB mantém suas opções abertas. Embora Temer não tenha mencionado isso, a liderança do partido está esperando para ver se a regra da “verticalização” permanecerá em vigor para as eleições de 2006. Esta regra, decretada por uma decisão de 2002 do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE), determina que as alianças eleitorais a nível nacional devem ser replicadas em corridas para governadores e deputados federais. O Senado aprovou uma medida que revoga a regra, e espera que a câmara vote em breve, com perspectivas incertas. Há também um desafio legal para a regra pendente, que a TSE provavelmente ocorrerá em fevereiro. O PMDB quer conhecer as regras do jogo antes de decidir sobre possíveis alianças, já que a maioria dos observadores acredita que um candidato presidencial de SAO PAULO 00000030 003 OF 003 PMDB não se classificará bem no atual sistema de “verticalização”. Temer apareceu aberto à possibilidade de uma aliança com o PT ou o PSDB, ou com um candidato independente do PMDB. Dada a sua orientação centrista, o PMDB pode manter o balanço de votos entre o PT de Lula e o PSDB da oposição, e, portanto, deve observar atentamente nos próximos meses. Termine o comentário

10

(U) Biographic Note: Michel Miguel Elias Temer Lulia has served as federal deputy from Sao Paulo since 1987, except for a two-year period (1993-94) when he was Secretary for Public Security in the Sao Paulo state government. He studied at the University of Sao Paulo and earned a Doctorate in Law from the Catholic University of Sao Paulo. From 1984 through 1986 he was the state’s Prosecutor General. He served as the PMDB’s leader in the Camara de Deputados 1995-97 and as President of the Camara 1997-2000. He was national president of the PMDB 2001-03 and 2004- present. 12. (U) This cable was cleared/coordinated with Embassy Brasilia. McMullen

10

(U) Nota Biográfica: Michel Miguel Elias Temer atuou como deputado federal de São Paulo desde 1987, exceto por um período de dois anos (1993-94) quando era Secretário de Segurança Pública do governo estadual de São Paulo. Estudou na Universidade de São Paulo e obteve um Doutorado em Direito pela Universidade Católica de São Paulo. De 1984 a 1986 ele foi o Procurador-Geral do Estado. Ele atuou como líder do PMDB na Camara de Deputados 1995-97 e como Presidente da Camara 1997-2000. Ele foi presidente nacional do PMDB 2001-03 e 2004 presente. 12.

(U) Esta conexão foi segura e coordenada com a emvaixada dis EUA em Brasilia. McMullen


publicidade