TUDO JUNTO E MISTURADO: A delação que poderá provar que Lula, Collor e FHC são farinha do mesmo saco

lulapedro23

O corrupto Pedro Corrêa [ex-deputado] deu detalhes da primeira vez que embolsou propina e confessou ter recebido dinheiro desviado de quase vinte órgãos do governo

De bancos a ministérios, de estatais a agências reguladoras – são quarenta anos de corrupção.

publicidade

A revista VEJA publicou um resumo sobre relato do médico pernambucano que usou a política para conseguir fama e fortuna.

Pedro detalhou esquemas de corrupção que remontam aos governos militares, à gestão de Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, até chegar  na era mais corrupta de todos os tempo: o governo petista.

O depoimento de Corrêa aponta como beneficiários de propina senadores, deputados, governadores, ex-governadores, ministros e até integrantes do Tribunal de Contas da União.

O GOVERNO LULA

Pedro revelou como era combinada a partilha de cargos no governo do ex-­presidente Lula e confessa ter comprado votos.

O ex-presidente Lula, de acordo com o ex-deputado, coordenou pessoalmente o esquema de corrupção da Petrobras – desde a indicação dos diretores corruptos da estatal até divisão do dinheiro desviado entre os políticos e os partidos.

Ele conta que Lula tratou com os caciques do PP sobre a farra nos contratos da Diretoria de Abastecimento da Petrobras, comandada por Paulo Roberto Costa.

Um dos episódios mais representativos, segundo o Corrêa, se deu quando parlamentares do PP se rebelaram contra o avanço do PMDB nos contratos da diretoria de Paulo Roberto Costa,

Um grupo de políticos foi ao Planalto reclamar com Lula da “invasão”.

Lula passou uma bronca nos deputados dizendo que eles já “estavam com as burras cheias de dinheiro” e que a diretoria era “muito grande” e tinha de “atender os outros aliados, pois o orçamento” era “muito grande” e a diretoria era “capaz de atender todo mundo”.

Caso as informações de Corrêa sejam legitimadas pelos órgãos competentes, o testemunho confirmará participação direta de Lula no esquema da Petrobras.

publicidade