Trump ignora advertência de Guerra Mundial feita pela Rússia e pode bombardear a Síria outra vez

Os EUA podem estar prestes a atingir a Síria em mais uma rodada de bombardeios, mesmo depois que a Rússia e o Irã prometeram retaliação militar

Os EUA dispararam 59 mísseis Tomahawk no regime assassino de Bashar al-Assad após o ditador sírio ter lançado um ataque de gás sarin contra seu próprio povo.

Rússia e o Irã, que são aliados da Síria, se uniram e criticaram os EUA por violarem leis internacionais e ameaçaram usar a força, caso Trump ataque a Síria novamente.

Boris Johnson, secretário de Relações Exteriores do Reino Unido, afirmou que Trump está prestes a ignorar essas ameaças e retornar à ofensiva.

Os EUA já alertaram a Síria ontem (08) e novas ofensivas militares poderão a qualquer hora caso Assad continue com seus ataques químicos.

Johnson, secretário do Reino Unido, elogiou Trump por enfrentar o regime brutal de frente.

“Não há dúvida de que a ação dos EUA é uma mudança de jogo na Síria.” disse.

“Precisamos deixar claro a Putin que acabou o tempo de apoiar Assad.” completou Johnson.

Líderes mundiais devem impor sanções à Rússia na próxima cúpula do G7 por suas ações conjuntas com a Síria.

publicidade


error: Conteúdo protegido !!