Temer discursa e ataca o ‘açougueiro da república’: “A gravação é falsa e eles compraram 1 bilhão em dólares”

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento oficial na tarde de hoje e comunicou que irá pedir ao STF que suspenda o inquérito aberto contra ele.

Temer argumentou que a gravação entregue por Joesley Batista à PGR deve ser investigada por peritos, para que seja verificada a autenticidade:

“Essa gravação foi manipulada e adulterada […] induzindo os brasileiros ao engano e uma grave crise no país”, disse o presidente.

A JBS-Friboi (de Joesley Batista) foi atacada pelo presidente:

“Eles compraram 1 bilhão de dólares antes da divulgação da conversa e faturaram com a operação financeira.”

“São criminosos que fugiram para o exterior com absoluta segurança” declarou.

O presidente encerrou o discurso e virou as costas para a imprensa.

Será que ele não poderia (ao menos) responder algumas perguntas dos repórteres que estavam presentes?

O brasileiro merece mais do que um texto longamente ensaiado.

Uma outra cusiosidade […] a tal gravação pode conter edições sim, mas e daí?

Joesley Batista fez delações à PGR que estão filmadas e irá entregar provas que poderão complicar milhares de políticos […] incluindo o próprio presidente.

Atacar a JBS nesse momento só demonstra desespero!

O tal do “Joesley Safadão” tinha livre acesso ao Palácio do Jaburu […] ele entrava nas dependências oficiais às 11 horas da noite, não precisava de identificação, não era colocado na agenda oficial da Presidência, enfim, o açougueiro mandava e desmandava no país.


 

publicidade