Tchau querido? TSE vai usar delação da Odebrecht para cassar a chapa Dilma/Temer

Herman Benjamin, ministro do TSE e relator da ação que investiga a chapa Dilma/Temer, vai incluir a delação do fim do mundo (Odebrecht) no processo de cassação

Os executivos que assinaram acordos de delação com a Lava-Jato serão ouvidos pelo TSE logo após o carnaval.

A ação que tramita no TSE foi proposta pelo PSDB e pode gerar a cassação do mandato de Temer.

A ação investiga abuso de poder político e econômico nas últimas eleições e foi protocolada pelo PSDB.

Consta no processo que há indícios de irregularidades na contratação da empresa Focal Confecção e Comunicação Visual, que prestou serviços à campanha e recebeu R$ 24 milhões.

O processo cita também indícios de financiamento de campanha com dinheiro oriundo de corrupção em contratos com a Petrobras.

É a primeira vez que a Justiça Eleitoral autoriza uma investigação desse porte contra a campanha de um presidente da República.

Michel Temer já manifestou que quer a defesa dele separada de Dilma.

A equipe jurídica do peemedebista argumentará que a prestação de contas do ‘vice’ foi feita separadamente das contas apresentadas pela ex-presidente.

 

publicidade