Suposta funcionária do governo brasileiro se infiltra na imprensa e pede socorro a Cuba

supostafuncionaria

Durante a visita do presidente Barack Obama a Cuba, uma pessoa se identificou como funcionária da TV Brasil e distribuiu, na tarde de ontem (23), um documento classificando o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff como golpe de estado

Testemunhas que presenciaram a cena, disseram que ouviram a moça falando ao celular discretamente […] Ela teria citado as palavras ” volto para Brasília amanhã e “estarei em seu gabinete”

publicidade

A mulher não disse seu nome, apenas informou que era da TV Brasil. O comitê de imprensa [em Cuba] é restrito aos profissionais da mídia internacional.

O acesso só é permitido para pessoas credenciadas ao governo cubano, mediante pagamento de uma taxa de 100 euros.

O documento estava escrito em inglês com o seguinte título: “A democracia brasileira está sob ataque!”

O texto afirma que o Brasil vive uma crise econômica e o “pensamento autoritário” aposta na violência como forma de barrar as políticas de inclusão do atual governo e ainda cita que grandes conglomerados de mídia declararam guerra contra o governo do PT, se valendo da bandeira anticorrupção.

A EBC [ligada a TV Brasil] informou que ninguém viajou em nome da emissora para cobrir a visita do presidente Obama a Cuba.

publicidade