Somente em 2014, o cartão Corporativo de Dilma ‘sangrou’ os cofres públicos em quase R$ 800 milhões

bombanocolo

Uma análise rápida sobre os gastos diretos da Presidência da República durante as gestões de Dilma Rousseff mostrou o seguinte:

“DINHEIRO PÚBLICO MAL ADMINISTRADO E JOGADO NO RALO”

Os resultados são alvo de uma minuciosa operação ‘pente fino’ que vem sendo realizado pela Secretaria de Governo na gestão do presidente interino Michel Temer.

publicidade

A reportagem do Estadão adiantou a primeira “bomba” que Temer vai jogar no colo da “presidenta”.

A maneira irresponsável como vinha sendo tratado o dinheiro público se alastrou por quase todos os setores da administração governamental durante as gestões petistas.

Os gastos diretos da presidente, através do ‘cartão corporativo’ são de arrepiar:

“Em 2014, ano eleitoral, foram R$ 747,6 milhões.”

Fica demonstrado claramente a maneira criminosa com que a presidente Dilma Rousseff lidava com os seus gastos diretos, derrubando a ‘vergonhosa’ argumentação de que se trata de uma ‘mulher honrada’.

O PT tenta politizar as despesas ridículas de Dilma e já criou um rótulo para tentar desmoralizar a auditoria promovia por Temer.

Eles já classificaram a ‘operação pente fino’ como “inventário revanchista”.

publicidade