Sírio Libanês demite médica que ironizou Marisa Letícia no WhatsApp

02/02/2017

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Uma matéria feita pelo jornal O Globo de hoje mostra o sadismo de alguns ‘profissionais’ da medicina

De acordo com a publicação, uma médica reumatologista identificada como Gabriela (de 31 anos) compartilhou informações sigilosas sobre o estado de saúde de Marisa Letícia em um grupo de WhatsApp.

A médica espalhou em um grupo que a ex-primeira dama estava no hospital com diagnóstico de AVC nível 4 na escala Fisher.

Um participante do grupo (também da área médica) chegou a escrever:

“Tem que romper (o vaso sanguíneo) no procedimento […]  já abre a pupila e o capeta abraça ela” escreveu Richam Ellakkis.

Outro médico comentou:

“Esses fdp vão embolizar ainda por cima ?!?”,” se referindo ao procedimento de fechar um vaso sanguíneo para diminuir o fluxo de sangue em determinado local.


Dr. Ellakkis (esquerda) e Dra. Gabriela (direita)

O Sírio Libanês disse que tomou ‘medidas disciplinares’ contra a médica Gabriela Munhoz pelo vazamento das informações.

“A instituição tomou as medidas disciplinares em relação à médica, assim que teve conhecimento da troca de mensagens”, informou a assessoria.

A nota ainda informou que “Não permite esse tipo de atitude entre seus colaboradores” e repudiou a quebra do sigilo de pacientes.


leia também:

Maria de Fátima (vítima de um AVC) morreu na fila do SUS. Ninguém ficou sabendo!


publicidade
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.