“Se Trump nos atacar, vamos reduzir os EUA a cinzas” diz líder norte-coreano

O ditador norte-coreano prometeu disparar mísseis no coração dos EUA e esmagar Donald Trump

Em resposta às ameaças de Kin Jon un, Donald Trump enviou bombardeiros nucleares e unidades marítimas de elite para a península coreana para combater a ameaça nuclear.

No último mês o líder comunista disparou quatro mísseis nucleares balísticos como um aviso para os EUA e Japão.

Imediatamente Trump ordenou o envio de bombardeiros B-1 e B-52, construídos para transportar bombas nucleares, para uma base americana localizada na Coreia do Sul, além de caças F-35B, considerados os aviões mais avançados do mundo.

Hoje, a Korean Central News Agency (KCNA) – agência de notícias norte-coreana – afirmou que o tirano ordenou que o exército inteiro do país se prepare para a guerra e entre em ‘modo de combate total’.

A KCNA disse que ‘cada último soldado foi convocado para sua base’ e o pelotão de frente já está ‘pronto para o combate inicial’.

E continua:

“O exército foi instruído a mover os equipamentos de combate (incluindo lançadores de mísseis balísticos) para áreas estratégicas”

Todos os soldados estão proibidos de voltarem para suas casas.

“As Forças locais já estão criando falsos campos de base para confundir a vigilância por satélite e desorientar os ataques aéreos”.


“Vamos reduzir os EUA a pó” disse Kim

A Coréia do Norte prometeu lançar um ataque nuclear contra os Estados Unidos caso uma “única bala seja disparada” à medida que as forças americanas se aproximam da Península Coreana.

Kim Jong-un fez questão de emitir pessoalmente o alerta que teve como ‘destinatário’ Washington e Seul.

Pyongyang (capital da Coreia do Norte) declarou oficialmente que o resto do mundo é culpado pelas tensões nucleares crescentes, enquanto a RPDC (República Popular Democrática da Coreia) continua testando mísseis nucleares capazes de atingir o continente americano.

O Ministério das Relações Exteriores da Coréia do Norte emitiu uma nota:

“Caso uma única bala seja disparada, usaremos nossos invencíveis foguetes Hwasong para defender a segurança e a felicidade de nosso país e reduziremos as bases de nossos inimigos a cinzas”

Na semana passada, o Donald Trump admitiu que a guerra com a Coreia está “na mesa” e basta uma ‘cartada’ errada de Kim Jon un para que o massacre comece.

Navios de guerra, soldados, aviões e forças especiais americanas continuam seus exercícios militares ao lado de seus aliados em Seul.

O porta-aviões nuclear, o USS Carl Vinson, chegou à península trazendo um grupo de destróieres que incluem mais de 80 aeronaves.

Treinamentos sistemáticos estão sendo realizados para uma possível “decapitação” do líder norte-coreano.

Kim Jong-un acredita que seu último teste com o foguete Hwasong (realizado no último fim de semana) conseguiu produzir uma arma nuclear 14 vezes mais poderosa que seu teste anterior.

Imagens captadas por satélites americanos de espionagem confirmaram que a Coreia do Norte está pronta para novos lançamentos de foguetes nucleares.


 leia também:

RÚSSIA viola acordo de desarmamento nuclear e ameaça a Europa com míssil SSC-8


Coreia do Norte diz que está pronta para o maior teste nuclear de toda a história


publicidade


error: Conteúdo protegido !!