Diário do Brasil

Sangria musical: Jucá pede desculpas por usar termo vulgar e revela que citou Mamonas Assassinas

Romero Jucá (PMDB-RR) tentou se explicar ontem (22) sobre a linguagem chula que usou para analisar o foro privilegiado

O senador pediu desculpas e disse que o termo (suruba selecionada) que usou em referência ao o foro privilegiado foi um erro de interpretação.

Em entrevista para o Broadcast Político do Estadão, Jucá disse:

“Se acabar o foro, que seja para todos. Suruba é suruba. Aí sim … todos ficarão na suruba, e não será uma suruba selecionada”.

Citado na Lava-Jato e famoso pela frase “Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria”, o investigado disse que sua declaração foi retirada de contexto.

Para encerrar o besteirol com chave de ouro, o senador disse que tentou citar uma música da banda Mamonas Assassinas, o Vira-vira.

Isso é uma ofensa à memória dos Mamonas!

Abaixo o vídeo do saudoso grupo:

publicidade


error: Conteúdo protegido !!