Safadeza! Antes de deixar o poder, governo Dilma bancou festa de R$ 1,2 milhão com Wesley Safadão

safadeza

Em 10/05 Dilma Rousseff já enfrentava um inferno astral lutando contra o  impeachment

Além de Safadão, outros artistas foram bancados com verba pública do Turismo. A lista foi publicada pelo ‘Estadão’:

publicidade

“Solteirões”, Aviões do Forró, Lagosta Bronzeada, César Menotti & Fabiano e Bruno e Marrone.

Tristeza com o impeachment? Que nada…

O governo ainda conseguiu aprovar uma festa com o cantor Wesley Safadão, um dos artistas mais caros do país [não me pergunte o porquê].

Safadão recebeu R$ 200 mil do governo do PT por um show ocorrido em Maracanaú, no Ceará.

A festa toda foi custeada com dinheiro público e custou mais de R$ 1.200.000,00.

A informação foi publicada pelo jornal ‘O Estado de São Paulo’.

Não foi só para a festa junina do Ceará que o governo Dilma abriu os cofres públicos antes de ser afastada.

Tradicionais confraternizações nas cidades de Limoeiro, em Pernambuco, e Aracaju, Sergipe, também tiveram aquela ajudinha ‘comunista’.

Ao todo [de acordo com o jornal O Estado de São Paulo] foram gastos mais de R$ 6 milhões só com festas juninas no nordeste.

O dinheiro partiu do Ministério do Turismo, que chegou a ser extinto nos primeiros dias do governo Michel Temer.

Quem acabou liberando a ajuda financeira foi Alessandro Teixeira.

Teixeira ficou conhecido por ser marido da ex-miss bumbum, que tirou fotos ousadas em um gabinete.

publicidade