Renan sinaliza que poderá acatar pedido de impeachment de Rodrigo Janot

renanxjanot

Renan Calheiros disse que não rejeitará de imediato um pedido de impeachment contra o procurador-geral da República, Rodrigo Janot

“Já arquivei cinco pedidos de impedimentos do PGR. Dessa vez, eu vou avaliar … e não é retaliação”, disse.

publicidade

O pedido em questão foi protocolado por por duas advogadas [‘anti-Dilma’] no último dia 13.

O argumento usado é de que Janot deu tratamento diferenciado a políticos do PT e do PMDB que estariam envolvidos em “situações equivalentes” na Lava Jato.

O senador Cristovam Buarque se manifestou contra, afirmando que poderia parecer retaliação aos pedidos de prisão da cúpula do PMDB no Senado.

RETALIAÇÃO?

No último dia 07, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Janot também pediu a prisão de outros três peemedebistas [Jucá,Sarney e Cunha] por suspeita de obstrução das investigações da Operação Lava Jato.

Ontem (14) o ministro Teori Zavascki negou os pedidos de prisão contra o presidente do Senado e os demais políticos acima citados e avaliou que não houve [no pedido de prisão] “a indicação de atos concretos e específicos” que demonstrem a efetiva atuação do peemedebista para interferir na Lava Jato.

publicidade