PROMOTOR: A Bancoop, comandada pelo tesoureiro do PT, era uma organização criminosa

blat002

De acordo com a investigação, a Bancoop não conseguiu levar adiante 15 empreendimentos e teve uma série de problemas com outros 25. Nas contas dos promotores, 6 mil cooperados foram prejudicados

Segundo o Ministerio Público, o dinheiro que deveria ter sido aplicado na construção dos imóveis foi desviado pra financiar campanhas eleitorais do PT. O ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto era o presidente da cooperativa. Ele está preso no Paraná depois de ter sido condenado no processo da Operação Lava Jato.

publicidade

“Confirmamos, isso inclusive é objeto de outro processo criminal em curso. Que a Bancoop era efetivamente uma organização criminosa, se transformou num balcão de negócios e que foram desviados quase R$ 100 milhões naquela época para abastecer campanhas político-partidárias, caixa 2, bem como também para dar estrutura de empresas fantasmas e obviamente beneficiar pessoas que estavam de alguma forma atreladas ao Partido dos Trabalhadores”, afirmou o promotor José Carlos Blat.

Confira abaixo a reportagem exibida ontem (28) no Jornal Nacional:

REDE GLOBO matou a cobra e mostrou o pau! *** ASSISTAM ***O PT deu o golpe em mais de 6 mil famílias para financiar suas campanhas eleitorais!

Publicado por Diário do Brasil em Sexta, 29 de janeiro de 2016

publicidade