Polícia Federal vai acionar Interpol para ajudar na captura do marqueteiro do PT

santanainterpol

A informação foi confirmada pelo portal G1. De acordo com 0 delegado Igor Romário de Paula, ambos tiveram a prisão temporária expedida. O prazo vale por cinco dias e passa a contar a partir do momento da prisão.

publicidade

O publicitário e marqueteiro do PT João Santana e a esposa dele, Monica Moura, que tiveram mandados de prisão expedidos na 23ª da Operação Lava Jato, e que estão na República Dominicana, terão seus nomes incluídos na lista da Interpol ainda nesta hoje (22)

Santana foi marqueteiro nas campanhas da presidente Dilma Rousseff e na campanha da reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006.

A PF suspeita que ele foi pago (por serviços prestados ao PT) com propina oriunda de contratos da Petrobras, usando uma conta secreta no exterior

ele teria recebido US$ 3 milhões de offshores ligadas à Odebrecht , entre 2012 e 2013, e US$ 4,5 milhões do engenheiro Zwi Skornicki, entre 2013 e 2014.

publicidade