Polêmica nas redes: Homem faz tatuagem em cão e diz que foi para ‘prevenir câncer’

caotatu

A imagem de um cachorro de raça Bull Terrier tatuado está gerando muita polêmica nas redes sociais

caotatu

publicidade

O fato ocorreu em Poços de Caldas [Sul de Minas Gerais] e a imagem do cão tatuado foi compartilhada no perfil do dono do animal no Instagram e no Facebook. De acordo com o tatuador, o motivo da tatuagem foi prevenir câncer de pele.

“Vocês estão vendo o cão tatuado mas não sabem o porque que eu fiz. Não foi para fazer graça com o cão a pigmentação nessa região dessa raça (sic) é recomendável para ajudar a prevenir câncer de pele que ele tem 90% de chance de pegar a diferença que a pigmentação foi feita em forma de desenho”, postou.

A advogada Fernanda Soares, através de seu perfil pessoal no Facebook, fez uma denúncia de maus tratos ao animal.

A namorada do tatuador, que teria feito a publicação, também alegou que a tatuagem do cachorro seria parte de uma pesquisa para prevenção do câncer de pele.

Ela ainda afirmou que o estudo estaria sendo acompanhado por professores de uma faculdade de Poços de Caldas, a PUC Minas.

RECLAMAÇÃO

Professores do curso de Veterinária da PUC/Poços se manifestaram. Um deles disse que “ninguém está autorizado à dizer em nome de professores e da instituição”.

“Vários professores da Medicina Veterinária já se manifestaram aqui (no post) dizendo que não possuem qualquer conhecimento sobre o procedimento e que o mesmo possui apenas finalidade estética, uma vez que o correto, em caso de pigmentação, é o preenchimento integral da área e não artístico. A namorada do tatuador editou a publicação original removendo a parte que mencionava a ajuda de professores do curso de Medicina Veterinária, certamente para evitar maiores problemas nesse sentido”, finalizou.

abaixo um print da postagem que está gerando polêmica entre os internautas:

caotatu3

publicidade