Diário do Brasil

PGR recorre ao Supremo e pede a prisão de Aécio por crime inafiançável

Rodrigo Janot recorreu da decisão do ministro Fachin e voltou a pedir a prisão preventiva do senador Aécio Neves e do deputado Rodrigo Loures nesta segunda-feira.

Na última semana, Edson Fachin optou por não pedir a prisão de ambos e considerou que o afastamento do exercício das funções parlamentares já seria o suficiente para evitar possíveis prejuízos à investigação.

O pedido da PGR será analisado pelo plenário do STF composto por 11 ministros.

Janot entende que Aécio e Rodrigo Loures foram flagrados tentando obstruir as investigações (crime inafiançável) da Operação Lava Jato.


publicidade


error: Conteúdo protegido !!