Pessoas próximas ao ex-presidente afirmam: “Ele não aguentaria 1 mês na prisão. Faria delação premiada”

lulamalandro

Com o provável e definitivo afastamento da presidente Dilma Rousseff, a maioria dos petistas perderá a proteção que tinham no governo

Sem foro privilegiado, vários ministros se tornarão alvos de ações judiciais por parte da Lava-Jato.

publicidade

A situação de Lula não será diferente. O ex-presidente se tornará alvo de novas denúncias que poderão colocá-lo atrás das grades.

A defesa do petista avalia que, caso o ex-presidente seja levado para Curitiba (através de um pedido de prisão preventiva), dificilmente ele sairá de lá sem sem um acordo de delação.

Pessoas próximas a Lula garantem que ele não suportaria um mês na prisão e colocaria a ‘boca no trombone’ em pouco tempo.

Interlocutores que convivem com o petista relatam que “Diante de situações adversas, Lula é uma pessoa prática, com capacidade de decidir rapidamente a melhor opção” 

“O ex-presidente é muito apegado com a família e com amigos mais próximos e, dificilmente iria se privar do conforto que dispõe para ficar dias detido numa cela” dizem.

publicidade