Palocci entrega Lula

 

Antonio Palocci, ex-ministro de Lula, acabou de dizer ao juiz Sergio Moro que o ex-presidente avalizou um pagamento de R$ 300 milhões em propinas ao PT durante o segundo mandato do petista.

O ex-ministro foi ouvido na ação em que Lula é acusado de ter recebido um terreno de um terreno de R$ 12,4 milhões (da Odebrecht) que seria destinado para a nova sede do Instituto Lula (fato que acabou não se concretizando).

Palocci confirmou a participação de todos os outros envolvidos: Bumlai, Teixeira (advogado do ex-presidente petista), Lula e ele próprio.

As informações são da Folha/SP.


 

publicidade