O plano de Lula: Apoiar a volta de Dilma, antecipar as eleições presidenciais e se aliar a Marina Silva

planolulaemarina

O PT está tentando emplacar mais um roteiro de sobrevivência no poder

Segundo Lula, Dilma se tornou um estorvo para o partido e ela deve sumir de cena o quanto antes.

publicidade

De acordo com o Estadão, ocorreu [durante essa semana] um jantar secreto entre Lula, Dilma e alguns senadores que apoiam a ‘presidenta’.

Somente 12 dos 22 senadores convidados compareceram à reunião com Dilma. Lula deixou o jantar por volta das 22 horas, dizendo que teria outra agenda.

Confiante de que Dilma Rousseff possa retomar a cadeira de presidente da República, Lula defendeu que, se reassumir o mandato, Dilma deve pedir um plebiscito para tentar antecipar as eleições presidenciais.

Lula e a cúpula do Partido dos Trabalhadores analisam que Dilma não terá força política para concluir o mandato.

O ex-presidente conta com a expectativa de que essa estratégia tenha o apoio de Marina Silva [que só aparece em época de eleições], porém dessa vez já deixou claro que defende publicamente a realização de novas eleições presidenciais.

A tática é a seguinte: Apesar do desgaste, Lula e Marina lideram pesquisas sobre intenção de votos na corrida presidencial.

Em tese, Lula poderia vencer as eleições, caso fossem realizadas ainda esse ano.

publicidade