O ‘não’ afastamento de Romero Jucá fortalecerá a tese de que Dilma foi vítima de um golpe

jucadelcidio

Após a divulgação de uma conversa comprometedora [feita pelo jornalista da Folha Rubens Valente], entre o senador Romero Jucá , atual ministro do Planejamento, e Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, o governo Temer está desmoralizado.

publicidade

Na conversa, Jucá se refere ao processo de impeachment como uma tentativa de obstrução da Justiça.

De acordo com o ministro, com Michel Temer no poder, seria possível “parar essa porra” e “estancar essa sangria”, numa referência óbvia à Lava Jato.

O ex-senador Delcídio Amaral foi preso e perdeu o mandato por uma questão parecida.

Delcídio tentou ‘invalidar’ uma única delação da Lava Jato: a de Cerveró.

De acordo com o jornalista da Folha,  parece que Romero Jucá foi mais além e tentou ‘invalidar’ a operação inteira.

O que mais causou espanto nessa conversa é que Jucá disse ter tratado de um acordão para derrubar Dilma e ‘barrar’ a Lava Jato com vários ministros do STF, o que daria força para a tese de que Dilma sofreu um duro golpe.

Vamos esperar a resposta da Folha de SP e confirmar se o trecho da conversa foi mesmo escolhido “a dedo” pelo jornalista, como disse o senador Jucá.

publicidade