Número de mortos por febre amarela em MG pode chegar a 30 e estado tem surto de medo da doença

13/01/2017

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

No leste de Minas Gerais, o número de mortes por ‘suspeita’ de febre amarela já chega a 30

Na pequena cidade de Lajinha, cerca de trezentas pessoas se amontoaram para conseguir uma senha de atendimento no posto de saúde.

Agentes estão visitando as casas das áreas rurais.

Somente este ano, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, foram 110 casos suspeitos de febre amarela; desse total,  30 pessoas morreram.

O presidente da Sociedade Mineira de Infectologia alertou:

“Devemos conter essa epidemia. Atualmente esse surto está nas zonas rurais. Temos que impedir que essa bolha chegue nas capitais, onde existe uma grande concentração populacional. As proporções poderiam ser devastadoras”.

O Governo Federal, através do Ministério da Saúde, informou que há estoque suficiente de vacina contra a febre amarela para que a população seja atendida em situações extremas.

Somente para MG foram enviadas cerca de 735 mil doses durante esta semana.

Informações da FIOCRUZ

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. A maioria das pessoas que contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos.

As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias.

A forma mais grave da doença é rara e costuma aparecer após um breve período de bem-estar (até dois dias), quando podem ocorrer insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

A maioria dos infectados se recupera bem e adquire imunização permanente contra a febre amarela.

Como a doença pode ser evitada?

A única forma de evitar a doença é através da vacinação, que está disponível durante todo o ano nas unidades de de saúde de forma gratuita (é o que informa o Ministério da Saúde) e deve ser administrada pelo menos 10 dias antes do deslocamento para áreas de risco.

A vacina é válida por dez anos.

 

publicidade
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.