Novo ministro da Justiça terá poder para trocar diretor da PF. Seria uma artimanha do PT para salvar Lula?

daiello29

O  jornal Estadão informou que, com a substituição do atual ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o novo comandante da pasta (que será escolhido por Dilma) poderá nomear um novo diretor da PF

Mais do que a demissão do ministro, Lula e a articulação do PT querem a demissão de Leandro Daiello, da PF.  Daiello é o atual número 1 da Polícia Federal e foi nomeado em 2011. Ele praticamente dobrou o número de investigações da PF em pouco mais de 5 anos.

publicidade

De acordo com o Estadão, na gestão de Daiello, a PF deflagrou operações que atingiram o PT e seus dirigentes, como a Lava Jato, que investiga esquema de corrupção na Petrobrás; a Zelotes, que apura suposta vinculação de repasses a um filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Também foi deflagrada a operação Acrônimo, que investiga o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), por suposto recebimento de propina em troca de financiamento no BNDES.

As ações na gestão de Daiello agilizou as operações da PF. O número saltou de 252, em 2010 para 516 no ano passado.

Leandro disse que “A PF é controlada pela lei e ninguém vai aceitar ingerência política aqui. Pressionar o ministro da Justiça para influenciar, evitar, coibir qualquer ação da PF não é uma possibilidade. Pensar nesse sentido é premeditar o cometimento de um crime.”

publicidade