Novo ministério de Michel Temer tem 7 nomes investigados pela Lava-Jato

seteministros

Entre os novos ministros anunciados pelo presidente em exercício Michel Temer, sete são alvos na Operação Lava Jato

*** quando os nomes vieram à tona, todos os citados declaram ser inocentes e alegaram que receberam contribuições dentro da lei ***

publicidade

Geddel Vieira Lima – Secretário de Governo

Citado na Lava Jato sob suspeita de ter negociado propina com a empreiteira OAS.

Romero Jucá – Ministro do Planejamento

Jucá também tem seu nome envolvido nas investigações da Lava Jato e da Operação Zelotes

Henrique Eduardo Alves – Ministro do Turismo

Henrique é alvo da Lava Jato e já teve seu apartamento revirado em mandado executado pela Polícia Federal.

Bruno Araújo – Ministério das Cidades

Tem o nome citado em uma lista de doações feitas pela empreiteira Odebrecht. De acordo com Sérgio Moro, não é possível afirmar que o montante, referente a campanhas eleitorais seja oficial ou via caixa dois.

Ricardo Barros – Ministro da Saúde

Assim como Bruno Araújo, Barros também aparece na lista da Odebrecht.

Raul Jungmann – Ministro da Defesa

Na lista da Odebrecht, Jungmann é mencionado com o apelido de “Bruto”.

José Serra – Ministro das Relações Exteriores e Mendonça Filho – Educação e Cultura

Ambos também são citados na mega lista da Odebrecht.

publicidade