Novas eleições presidenciais podem ocorrer ainda esse ano, simultânea às disputas municipais

CHAPADILMATEMER

O vice-presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes disse que a ação de impugnação de mandato contra a chapa Dilma/Temer deverá ser julgada pelo tribunal até junho desse ano

O PSDB partido alega, na ação, que houve abusos de poderes econômico e político por parte da chapa Dilma/Temer. Eles teriam recebido dinheiro de propina da Petrobras através de empresas investigadas na Lava-Jato.

publicidade

“Agora que foram citados a presidente e o vice, provavelmente haverá compartilhamento de provas, várias delas ligadas à Lava Jato. Se se concluir neste semestre, melhor. O eventual desfecho desse processo no sentido da sua aceitação significa a cassação dos mandatos e a realização de eleições”, disse o ministro em entrevista para o portal UOL.

O eventual desfecho desse processo no sentido da sua aceitação significa a cassação dos mandatos e a realização de eleições. A eventual eleição poderia ser simultânea às disputas municipais.” disse Mendes.

Para ele, a eventual eleição poderia ser simultânea às disputas municipais, marcadas para o começo de outubro.

“A gente não sabe se as provas existem. Se diz que elas existem e elas podem ser carreadas aos autos da ação de impugnação de mandato e, claro, contrastadas com outros elementos”, comentou o ministro.

O ministro Dias Toffoli, atual presidente, deixará o TSE em maio e o comando do julgamento da ação pode acontecer sob o comando de Gilmar Mendes.

publicidade