Neymar pode ser indiciado a qualquer momento na Espanha pelos crimes de corrupção e fraude

neymarespanha

O jornal espanhol El Pais informou agora pouco que a justiça espanhola continua na cola de Neymar

Hoje (08), a Procuradoria do Tribunal da Espanha pediu o indiciamento do atacante brasileiro por “crime de corrupção entre particulares e fraude” envolvendo sua transferência do Santos para o Barcelona, em 2013.

publicidade

O procurador José Perals solicita também o indiciamento do pai do jogador, Neymar da Silva, e de mais quatro dirigentes envolvidos na transação: Josep Maria Bartomeu e Sandro Rosell, do Barcelona, e Odilio Rodrigues e Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, ex-presidentes do Santos. Os dois clubes também poderão ser indiciados como pessoas jurídicas.

Uma denúncia do fundo de investimento DIS contra Bartomeu, Odílio, Luis Álvaro, os pais de Neymar e o próprio Neymar  já havia sido aceita em junho de 2015.

O contrato estabelecido entre Santos, Barcelona e Neymar omitiam valores de 40 milhões de euros que acabaram destinados ao jogador e a sua empresa, administrada pelo pai.

Como era dona de 40% dos direitos econômicos do jogador, a DIS deveria ter recebido uma fatia deste valor.

publicidade