MPF quer tirar campanha das olímpiadas do ar. Governo inventou um Brasil que só existe na TV

dilmampfOL

Um procurador do Ministério Público Federal em Goiás ajuizou uma Ação Civil Pública  em que pede a suspensão imediata da campanha publicitária dos Jogos Olímpicos, chamada de “Somos Todos Brasil”

O motivo é que a campanha que já consumiu dos cofres públicos mais de R$ 25 milhões. O procurador Ailton Benedito de Souza alega que a propaganda do governo federal está disfarçada para beneficiar a presidente Dilma Rousseff e a “companheirada” petista.

publicidade

A ação Ministério Público solicitando a suspensão da campanha foi apresentada no último dia 03 .

“Requisitou-se, no prazo de 10 (dez) dias, resposta concernente ao acatamento do que fora recomendado. Entretanto, transcorrido o prazo fixado, a Secom/PR não se manifestou, não restando outra alternativa para cessar o ilícito e coibir sua perpetuação, senão o ajuizamento desta ação“, disse o autor da ação, o procurador da República Cláudio Drewes José Siqueira.

 

A Procuradoria também alega que a campanha se presta a desinformar os brasileiros sobre a verdadeira situação do País bem e estimular no “inconsciente coletivo” um sentimento favorável à Olimpíada e à presidente Dilma.

O procurador destacou que a campanha não atende aos princípios da publicidade, legalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência, “que impõem ao Estado o dever de prestar informações verdadeiras ao cidadão e à sociedade”.

publicidade