Ministro explica a visita do filho: “Os seguranças fizeram o correto. A mídia agiu de má-fé”

Durante o julgamento da chapa Dilma/Temer que ocorre hoje (09) , um homem trajando roupas esportivas entrou correndo no TSE

O cidadão não parou no detetor de metais e teve que ser contido pelos seguranças do local […] ele segurava um envelope amarelo nas mãos.

De acordo com informações do Estadão, ele estava muito nervoso e, após ser detido, se identificou como filho do ministro Napoleão Nunes.

Um dos seguranças disse que daria voz de prisão caso ele não se acalmasse.

“Então faça isso”, respondeu o filho do ministro.

Diante do burburinho local, a equipe de segurança decidiu levar o cidadão para o subsolo do TSE para que o fato pudesse ser esclarecido longe dos holofotes da imprensa.

A assessoria da casa relatou que o filho do ministro foi barrado porque não portava trajes sociais.

“Ele foi acompanhado até a entrada privativa e se encontrou com o pai” informou a assessoria.


O MINISTRO SE DECLAROU

Napoleão Nunes disse que o envelope continha apenas fotos de sua neta, que estava completando 3 anos de idade.

O ministro também destacou que a mídia agiu de ma fé ao destacar o fato:

“Um dos principais site do país (sugerindo o Estadão) disse que um homem misterioso queria invadir o plenário. Todos conhecem meu filho. Desejo que a pessoa que publicou isso sofra as mesmas consequências que eu sofri.”


 

publicidade