Ministro da Saúde: “Vamos ter que repactuar, como aconteceu na Grécia…”

susfalido12

Em entrevista para Folha, Ricardo Barros afirmou que o Estado não conseguirá garantir direitos básicos dos cidadãos, como o acesso universal à saúde

Barros ainda defendeu o sistema privado: “Quanto mais gente puder ter planos, melhor, porque vai ter atendimento patrocinado por eles mesmos, o que alivia o custo do governo”

publicidade

O ministro da Saúde do governo Temer afirmou que o Brasil não conseguirá mais sustentar direitos básicos dos cidadãos.

Ele disse que faltam recursos e que o governo federal não teria condições financeiras para dar esse tipo de garantia aos brasileiros.

Sobre a declaração prevista na Constituição, Barros argumentou:

“Em um determinado momento, vamos ter que repactuar, como aconteceu na Grécia, que cortou as aposentadorias, e outros países que tiveram que repactuar as obrigações do Estado porque ele não tinha mais capacidade de sustentá-las”, destacou.


leia também:

barrosrevolta

Declaração de Ministro da Saúde revolta internet: “Brasileiros que usam o SUS ‘inventam’ doenças


publicidade