Diário do Brasil

Metrô de Tóquio paralisou operações após ameaça de míssil norte-coreano

Durante sua visita a Londres, o primeiro-ministro japonês classificou a Coréia do Norte como uma “ameaça gravíssima”

Shinzo Abe disse que o teste (fracassado) realizado pela Coréia do Norte ontem (28) é algo “absolutamente inaceitável” e uma “grave ameaça ao Japão”.

Uma das principais linhas de metrô de Tóquio fechou todas as linhas depois de receber o aviso de um novo lançamento de mísseis autorizado por Kim Jon-un.

O responsável pelo metrô de Tóquio, Hiroshi Takizawa, disse que a suspensão temporária afetou 13 mil passageiros.

“Geralmente os serviços de trem são suspensos após grandes terremotos” declarou Takizawa.

O primeiro-ministro Shinzo Abe  acrescentou que o Japão não pode “continuar aceitando repetidas provocações da Coréia do Norte”.


publicidade


error: Conteúdo protegido !!