Matemático diz que o Apocalipse está a caminho: “Chances de ocorrer em 2017 são de 0,2% e aumentam a cada ano”

apocalipse12

apocalipse12

Um matemático chocou o mundo ao provar (através de cálculos) que o dia do juízo final poderá acontecer a qualquer momento

“As probabilidades estão crescendo a cada segundo” disse

A raça humana tem 1 chance em 500 de ser eliminada no próximo ano, calculou o matemático Fergus Simpson, um guru da estatística que trabalha na universidade de Barcelona.

publicidade

Trocando em miúdos, ele afirmou que há uma possibilidade de 0.2% de que um apocalipse possa ocorrer ainda em 2017 e a cada ano que passa as chances aumentam significativamente.

Em um artigo publicado na Arxiv (um portal que dispõe gratuitamente arquivos com estudos científicos nos campos da matemática, física, ciência da computação, biologia quantitativa e estatística), Simpson escreveu:

“Nossa principal conclusão é que o risco anual de catástrofe global atualmente ultrapassa 0,2%”

A computação chamada de HIs, que se baseia em uma teoria chamada de ‘Argumento do Juízo Final’, sugeriu que já estamos na metade do caminho da história humana.

O matemático também disse que cerca de 100 bilhões de pessoas já nasceram e um número similar chegará à Terra antes que nossa espécie atinja seu fim.

No atual momento que estamos vivendo, os seres humanos estão se reproduzindo mais rapidamente do que nunca e esse fato está acelerando nosso FIM a um ritmo terrível.

“É muito preocupante o fato de estarmos gerando tantas pessoas. Isso significa que nosso tempo é limitado se continuarmos nesse ritmo”, disse ele.

Simpson também desafiou uma pesquisa anterior que indicava que os seres humanos tinham uma chance de 50% de sobreviver ao século 21.

A teoria do matemático prevê que a humanidade tem 87% de sobreviver até o ano 2100 e sugere que seremos capazes de sobreviver na Terra por mais 700 anos.

Simpson foi questionado (pelo jornal The Sun) se seus cálculos o deixam triste:

“Acho isso deprimente, porém tenho um conhecimento profundo em cosmologia e sei que estamos já condenados há cerca de 5 bilhões de anos. Estou plenamente consciente de que a existência é finita.”

O estudioso aconselhou a humanidade para que tome uma atitude pró-ativa para prolongar nossa sobrevivência.

“Temos que tentar fazer um esforço para ser uma civilização que dure o máximo possível, assim como nós (os indivíduos) tentamos prolongar nossas vidas”, explicou.

publicidade