Manifestantes que agem como vândalos estão com os dias contados. Exército pode ser chamado a intervir

exercitompl

Conforme noticiou o jornal Diário de Pernambuco, o general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, afirmou que o Exército pode ser chamado a intervir no Estado, caso ocorra uma “Crise social”

“As manifestações de rua que estão ocorrendo através de movimentos organizados por grupo um de baderneiros são uma questão complexa. Nossa interpretação é de que esse tipo de manifestante não está respeitando os cidadãos de bem, estão promovendo a depredação do patrimônio público e privado, além de não respeitarem as autoridades policiais.”

publicidade

No último dia 8, um protesto contra o aumento da tarifa do transporte público, em São Paulo, terminou em confronto entre mascarados e policiais militares na noite desta sexta-feira.

Houve vandalismo em ruas do Centro e muitas bombas foram lançadas pela PM. Convocado pelo Movimento Passe Livre (MPL), o ato começou pacífico na Praça Ramos de Azevedo, em frente ao Theatro Municipal, e seguiu por ruas da região. Horas após o início da manifestação, vários estabelecimentos comerciais foram depredados.

“Estamos em crise econômica, política e ética. Se esse fato se transformar em crise social, pode gerar problemas de segurança pública e o Exército pode ser chamado a intervir”, disse o general, durante sua passagem por Pernambuco, quando também tratou do assunto golpe militar.

publicidade