Lula perde mais uma: Desembargador nega suspensão do processo do Triplex

O TRF da 4ª Região (através da 8ª turma) julgou o mérito de mais um recurso impetrado pelos advogados do ex-presidente Lula

A decisão, que já havia sido julgada anteriormente pelo mesmo tribunal, foi mantida e o processo seguirá normalmente.

O primeiro pedido de habeas corpus foi protocolado em maio (um dia antes da audiência de Lula com o juiz Moro) e pedia a suspensão imediata da ação relacionada ao triplex do Guarujá.

A defesa alegou que precisaria de mais prazo para examinar os documentos apresentados pela Petrobras.

Nivaldo Brunoni, desembargador que substituiu as férias do relator João Pedro Gebran Neto, negou novamente o pedido de habeas corpus .

“A ampla defesa não pode ser confundida com a possibilidade de a defesa escolher a forma que entender mais adequada para a prova, mesmo sem qualquer utilidade prática”

Sérgio Moro poderá decretar a qualquer instante a condenação de Lula relativa a esse processo.

Estima-se que a pena poderá chegar a 22 anos.

Vale ressaltar que caberá recurso na segunda instância.


 

publicidade