Lula após a prisão: Humildade, cabeça baixa e braços para trás!

A arrogância, o cinismo e a tirania do ex-presidente quase não existem mais

(Patrícia Moraes Carvalho)

Ele sabe que será preso!

Perante as autoridades que investigam seus crimes, os únicos sentimentos que ainda afloram no político são raiva e pavor.

A raiva é tipica de qualquer criminoso que ainda acredita em sua maestria utópica para apagar os rastros de seus crimes.

Foi assim com Eduardo Cunha, José Dirceu, Palocci, Delcídio, entre outros.

Lula sabe (lá no fundinho) que as provas de seus crimes são reais e contundentes, mesmo que ainda finja (perante seus seguidores) que as autoridades jamais encontrarão algo que o incrimine.

O PAVOR

Após ser preso, ‘Brahma’ passará um período alimentando a esperança de ser libertado em pouco tempo […] Cunha e Dirceu também já passaram por essa fase.

Ele será ludibriado por advogados, que lhe apontarão brechas ‘fictícias’ jurídicas capazes de reverter decisões judiciais a seu favor […] tudo ilusão.

Na medida que os dias se passarem e a ficha começar a cair, ‘Brahma’ ficará apavorado e perceberá que seu mundo de faz de conta desabou.

Enrascado e já contemplando a possibilidade de apodrecer na cadeia,  Eduardo Cunha fará o papel de pastor salvador e converterá o petista ao evangelho.

Seus pecados serão confessados para que ele possa ser aceito pelo ‘Salvador’ .

A alma mais honesta deste país cairá de joelhos, se afogará em lágrimas e confirmará que cometeu uma série de crimes.

Meses adiante, seus advogados (já milionários) tentarão lhe convencer a fazer uma delação premiada.

É claro que terá de ser uma delação ‘daquelas’ […] algo inédito e desconhecido até o momento […] quem sabe uma denúncia estarrecedora que envolva a alta cúpula do judiciário.

Assim será Lula daqui alguns meses. Não há dúvidas!

Ao cair na cadeia, é inevitável que se baixe a guarda.

Foi assim com Marcelo Odebrecht, um dos empresários mais ricos do país.

Marcelo, ao ser preso, era um tigre […] hoje demonstra humildade, anda de cabeça baixa, colabora com a justiça, encolhe os braços para trás e expressa ter aceitado o destino.


 

publicidade