Lobista do PMDB (que está nos EUA) vai se entregar à PF. O senado vai desabar na próxima semana!

De acordo com delação de Nestor Cerveró, Jorge Luz teria repassado 6 milhões de dólares a Renan Calheiros

Luz também é apontado por outros delatores como operador oficial de propinas para o PMDB no Senado.

A Operação Blackout da PF foi deflagrada hoje e os agentes não conseguiram encontrar Jorge Luz e seu filho Bruno Luz, alvos da Operação.

Foram expedidos mandados de prisão contra os dois. De acordo com investigadores, eles estão nos EUA.

O lobista é considerado um dos maiores operadores da Petrobras. Ele e o filho  são classificados como colaboradores de pagamentos ilegais na estatal.

A RESPOSTA DE RENAN

Renan Calheiros disse que não há chances de encontrar irregularidades em suas contas pessoais ou eleitorais. O senador disse que suas relações com com empresas e/ou pessoas investigadas cumprem os limites institucionais.

A DEFESA DE JORGE LUZ

Os advogados de Jorge Luz e de seu filho Bruno, ambos apontados como operadores do PMDB no esquema de corrupção na Petrobrás, disseram que seus clientes se apresentarão às autoridades o mais breve possível.

 

publicidade