Kim responde para senador americano que o chamou de ‘gordo louco’ : “Guardarei um míssil para você”

Kim Jon-un disse ter um motivo especial para enviar um míssil balístico para ‘destruir’ o coração dos Estados Unidos

O senador John McCain o chamou de “gordinho louco”.

O peso do ditador norte-coreano é um assunto muito delicado em seu país, punível até com pena de morte.

McCain disse:

“A China é o único país que pode controlar Kim Jong-un , esse garoto louco que comanda a Coréia do Norte. Eles poderiam parar a economia da Coréia do Norte em uma semana.”

O senador também afirmou que Kim é irracional.

“Não estamos lidando com alguém do tipo Joseph Stalin, que tinha uma certa racionalidade em meio a sua loucura”, disse ele.

A KCNA (estatal de notícias norte-coreana) divulgou uma declaração através do Ministério das Relações Exteriores informando que as declarações do senador norte-americano prejudicaram a dignidade do país:

“Os EUA devem saber que um ato de guerra poderá ser declarado a qualquer momento. Eles terão que sofrer amargamente as conseqüências desastrosas pela língua imprudente do senador. Guardarei um míssil somente para ele.”

A declaração terminou com uma advertência:

“A Coreia do Norte cumprirá sua missão sagrada de lidar com seu martelo implacável naqueles que ousam ​​ferir a dignidade da liderança suprema”

John McCain não parou por aí e continuou a provocação através do twitter:

“O quê, eles queriam que eu o chamasse somente de garoto louco?”

Em novembro de 2016, autoridades norte-coreanas pediram ao governo chinês que proibisse os internautas de chamar Kim de “gordo” .


publicidade